Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/23994
Document type: Trabalho de Conclusão de Residência
Access type: Acesso Embargado
Title: Os desafios da reconstrução de maxila atrófica com enxerto autógeno de calota craniana: relato de caso
Author: Eyzaguirre, Amanda Jasmim Folli
First Advisor: Silva, Marcelo Caetano Parreira Da
First member of the Committee: Rocha, Flaviana Soares
Second member of the Committee: Silva, Claudia Jordão
Summary: RESUMO As técnicas de reconstrução óssea para maxilares atróficos têm sido aprimoradas a fim de favorecer o aumento tecidual ósseo tanto em altura como em espessura, permitindo a instalação de implantes dentários na posição adequada. A primeira consideração no planejamento cirúrgico para restabelecer a arquitetura óssea necessária para implantação é determinar a natureza do enxerto que será realizado, essa escolha deve ser baseada na quantidade de osso necessária, técnicas disponíveis e condições do paciente. Constituindo o padrão-ouro, os enxertos autógenos são a primeira escolha para enxertia. Os enxertos de calota craniana estão associados a baixas taxas de reabsorção e rejeição, e poucas complicações pós-operatórias. O objetivo deste trabalho foi relatar um caso de enxertia óssea com uso de osso colhido de calota craniana em paciente portadora de severa atrofia maxilar, onde foi associado o aumento de seio maxilar bilateral para restabelecimento total de altura e largura de rebordos ósseos visando a posterior reabilitação implantoprotética. Não foram observadas complicações trans e pós-operatórias, corroborando com os achados na literatura de comprovação de segurança clínica dos enxertos de calota craniana, representando assim uma boa escolha na reconstrução dos maxilares atróficos.
Abstract: ABSTRACT Bone reconstruction techniques for atrophic maxillaries have been improved in order to promote bone tissue augmentation in both height and thickness, allowing the installation of dental implants in the proper position. The first consideration in surgical planning to reestablish the bone architecture required for implantation is to determine the nature of the graft to be performed, this choice should be based on the amount of bone needed, available techniques, and patient conditions. As the gold standard, autogenous grafts are the first choice for grafting. Skull grafts are associated with low rates of reabsorption and rejection, and few postoperative complications. The objective of this study was to report a case of bone grafting using bone skull in a patient with severe maxillary atrophy, where bilateral maxillary sinus augmentation was associated with a total restoration of height and width of bony edges for posterior rehabilitation. No trans and postoperative complications were observed, corroborating with the findings in the literature to prove clinical safety of cranial calotte grafts, thus representing a good choice in the reconstruction of atrophic maxillaries.
Keywords: Reconstrução maxilar
Calota craniana
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: EYZAGUIRRE, Amanda Jasmim Folli. Os desafios da reconstrução de maxila atrófica com enxerto autógeno de calota craniana: relato de caso. 2019. 26 f. Trabalho de Conclusão de residência (Graduação em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/23994
Date of defense: 9-Jan-2019
Appears in Collections:TCR - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DesafiosReconstrucaoMaxila.pdf
  Until 2021-01-09
1.27 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.