Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24458
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Hipersensibilidade dentinária: prevalência, fatores de risco e protocolos de tratamento - uma avaliação laboratorial, transversal, clínica e revisões sistemáticas da literatura
Alternate title (s): Dentin hypersensitivity: prevalence, risk factors and treatment protocols - a laboratory, transversal, clinical evaluation and systematic reviews
Author: Zeola, Livia Fávaro
First Advisor: Soares, Paulo Vinicius
First member of the Committee: Oliveira, Maria Antonieta Veloso Carvalho de
Second member of the Committee: Pereira, Fabrícia Araújo
Third member of the Committee: Aranha, Ana Cecilia Corrêa
Fourth member of the Committee: Cunha-Cruz, Joana
Summary: A hipersensibilidade dentinária (HD) é uma alteração que possui altos índices de prevalência e incidência e que influencia de maneira expressiva a qualidade de vida da população mundial. A proposta desse estudo foi avaliar a prevalência e fatores de risco envolvidos no desenvolvimento da HD, bem como, a percepção de dentistas brasileiros a respeito desta condição e a eficácia de protocolos clínicos de dessensibilização. Esse estudo foi dividido em seis capítulos; capítulo 1: revisar sistematicamente estudos transversais para estimar a prevalência da HD em várias populações e investigar os fatores que podem influenciar na variação dessas prevalências; capítulo 2: avaliar, por meio de estudo transversal, os fatores de risco associados com as lesões cervicais não cariosas (LCNCs), HD, recessão gengival, além da relação entre essas condições em um amostra específica da população brasileira; capítulo 3: investigar por meio de questionário, a percepção e as rotinas clínicas para o manejo da HD adotadas pelos dentistas brasileiros; capítulo 4: conduzir uma revisão sistemática para avaliar o efeito dessensibilizante de lasers de gálio-alumínio-arsênio (GaAlAs) comparados com placebo/ausência de tratamento ou agentes tópicos aplicados em consultório, considerando diferentes tempos de acompanhamento; capítulo 5: avaliar por meio de estudo clínico randomizado, a eficácia de diferentes concentrações de oxalato de potássio (5 e 10%) na redução da HD, após um protocolo de quatro sessões de aplicação, com acompanhamento de 12 meses; capítulo 6: avaliar, por meio de ensaio mecânico de microtração e análise do padrão de falha, a influência de agentes dessensibilizantes na resistência de união de adesivos autocondicionantes a dentina submetida ao desafio corrosivo/abrasivo. Após a análise dos resultados, pode-se concluir que a melhor estimativa da prevalência de HD foi de 11,5% (IC95%: 11,3% - 11,7%) e a média de todos os estudos foi de 33,5% (IC95%: 30,2% -36,7%). As LCNCs, recessão gengival (RG) e a HD apresentaram correlação positiva entre si e foram influenciadas por fatores como idade, sexo, doenças gástricas e trauma oclusal. Independente da experiência clínica, os dentistas brasileiros ainda consideram o manejo da HD um desafio em sua prática odontológica diária. Além disso, os resultados sugerem a necessidade do desenvolvimento de diretrizes para disseminar o conhecimento atual sobre essa condição. Evidências disponíveis sugerem que o uso do laser GaAlAs promoveu melhores resultados do que quando comparado ao placebo / nenhum tratamento (independentemente do período de acompanhamento) e agentes a base de flúor (para acompanhamentos de curto, médio e longo prazo). Ambas as concentrações de oxalato de potássio (5 e 10%) testadas podem ser consideradas um tratamento eficaz para HD por pelo menos 6 meses. Entretanto, após 9 meses de acompanhamento, a maior concentração apresentou melhores resultados. O tipo de agente dessensibilizante parece ser fator determinante para promover alteração na resistência de união de adesivos autocondicionantes a dentina. Dessa forma, os resultados dessa tese sugerem que é possível realizar o manejo da HD com sucesso. Para tanto, é necessário o controle dos fatores etiológicos e a utilização de protocolos de dessensibilização específicos, com o objetivo de conseguir maior longevidade para o tratamento.
Abstract: Dentin hypersensitivity (DH) is a condition with high prevalence and incidence rates, which influences the quality of life of the world population. The proposal of this study was to assess the prevalence and risk factors involved in the development of DH, as well as, the perception of Brazilian dentists about this condition and the efficacy of desensitizing clinical protocols. This study was divided into six chapters; chapter 1: to systematically review cross-sectional studies to estimate the prevalence of DH in various populations and to investigate factors that might influence variation in the prevalence; chapter 2: to evaluate, by means of a crosssectional study, the risk factors associated with noncarious cervical lesions (NCCLs), DH, gingival recession, and the relationship among these conditions in a specific Brazilian sample population; chapter 3: to investigate by means of a questionnaire, the perception and the clinical routine for DH management among Brazilian dentists; chapter 4: to conduct a systematic review to evaluate the desensitizing effect of galliumaluminium- arsenide (GaAlAs) lasers compared to placebo / no treatment or topical agents applied in the office, considering different follow-up times; chapter 5: to evaluate, by means of a randomized clinical study, the efficacy of different concentrations of potassium oxalate (5 and 10%) in the relieving of DH, after a protocol of four sessions; chapter 6: to evaluate the influence of desensitizing agents on bond strength of self-etch adhesives to dentin submitted to acid-abrasive challenge, using the microtensile bond strength test and analysis of the failure mode. After analyzing the results, it can be concluded that the best estimate of DH prevalence was 11.5% (95%CI:11.3%-11.7%) and the average from all studies was 33.5% (95%CI: 30.2%-36.7%). The NCCLs and gingival recession (GR) distributions increased with age; NCCLs, DH, and GR had positive correlation and were influenced by factors as age, gender, gastric disease, and occlusal trauma. Regardless of clinical experience, dentists in Brazil still considered the management of DH a challenge in their daily dental practice. In addition, the results suggest a need for the development of guidelines to disseminate the current knowledge about this condition.Available evidence suggests that the use of GaAlAs lasers promote better outcome for in-office treatment of DH than placebo/no treatment (regardless the follow-up period) and fluoride-based agents (for short, mid and long-term follow-ups). Both concentrations of potassium oxalate (10 and 5%) tested can be considered an effective treatment for DH for at least 6 months. However, after 9 months of follow-up, the higher concentration presented better results. The desensitizing agent type seems to be a determining factor to promote changes in bond strength of self-etch adhesives to dentin. Thus, the results of this thesis suggest that it is possible to perform a successful management of DH. Therefore, it is necessary to control the etiological factors and to use specific desensitization protocols, in order to achieve longevity for the treatment.
Keywords: Odontologia
Dentina
Ensaios clínicos
Testes laboratoriais
Hipersensibilidade da dentina
Estudos transversais
Ensaio clínico controlado randomizado
Metanálise
Dentin sensitivity
Laboratory test
Cross-sectional studies
Randomized controlled trial
Meta-analysis
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Quote: ZEOLA, Livia Fávaro. Hipersensibilidade dentinária: prevalência, fatores de risco e protocolos de tratamento - uma avaliação laboratorial, transversal, clínica e revisões sistemáticas da literatura. 2019. 155 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. DOI http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.1210.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.1210
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24458
Date of defense: 11-Feb-2019
Appears in Collections:TESE - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HipersensibilidadeDentinariaPrevalencia.pdfTese38.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.